Links de Acesso

Polícia liberta activistas em Malanje

  • Isaías Soares

Arimendes Mendonça, activista, Malanje

Arimendes Mendonça, activista, Malanje

Pretendiam mostrar solidariedade a vítimas de injustiças sociais e aos activistas detidos em Luanda.

A polícia de Malanje libertou cerca de duas dezenas de activistas da autodenominada União dos Activistas das 18 Províncias interceptados no sábado à tarde na Praça 4 de Fevereiro, em Malanje.

Os manifestantes pretendiam mostrar a sua solidariedadeem favor às que chamam de vítimas de injustiças sociais e aos activistas detidos em Luanda.

“Nem tínhamos começado a actividade, a Polícia invadiu o espaço e começou a levar todos os que estavam aí”, conta Arimendes Mendonça, um dos organizadores da manifestação, denunciando que foram detidas 17 pessoas, entre elas algumas que não eram manifestantes.

Além de Mendonça, os activistas da União dos Activistas das 18 Províncias Augusto Montinho, Sousa Joaquim Fuxe António “Lágrimas” e João Quipaca Ambriz admitiram ter sido humilhados psicologicamente durante os interrogatórios.

A Polícia Nacional, no entanto, disse que nenhuma pessoa foi detida na tentativa da manifestação.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG