Links de Acesso

Polícia Judiciária de Cabo Verde reivindica melhores condições

  • Eugénio Teixeira

Vista aérea da Cidade da Praia

Vista aérea da Cidade da Praia

Prazo dado ao Governo para responder às reivindicações dos investigadores terminou domingo.

A Polícia Judiciária cabo-verdiana aguarda respostas do Ministério da Justiça a um conjunto de reivindicações visando a melhoria das condições profissionais e salariais.

Para o presidente da Associação dos Profissionais da Polícia Judiciária Mário Xavier, é inaceitável um inspector auferir o salário de pouco mais de 400 dólares, bem como agentes de apoio a investigação ganhar menos de 300 dólares, uma vez que os mesmos têm responsabilidades acrescidas na investigação e combate à alta criminalidade.

Mário Xavier espera que o Ministério da Justiça tenha em linha de conta as preocupações levantadas pelos profissionais da PJ, porque segundo o entrevistado da VOA, estão a fazer reivindicações justas.

A associação socioprofissional da PJ tem vindo a dialogar com o Governo, mas diz que as promessas nunca são cumpridas.

Segundo Mário Xavier, a situação esta a agastar a paciência dos profissionais, que já dão sinais de alguma desmotivação.

A associação tinha marcado uma greve que, entretanto, suspendeu às espera das respostas do Governo.

O prazo dado ao Executivo terminou no domingo, 31 de Maio.

XS
SM
MD
LG