Links de Acesso

Luanda: Família acusa polícia de homicídio e deste continuar livre

  • Coque Mukuta

Sócrates Filipe, assassinado pela polícia, Luanda, Angola

Sócrates Filipe, assassinado pela polícia, Luanda, Angola

Discussão com oficial da Maianga resultou na morte de Sócrates Filipe.

A família de um cidadão acusa a Polícia angolana de maus-tratos ao mesmo tempo que o oficial que assassinou um dos seus membros continua solto.

O facto aconteceu na semana passada quando Sócrates Filipe se desentendeu com Fernando da Costa, um oficial da polícia afecto ao município da Maianga.

Sem qualquer confronto físico entre os dois, de acordo com os familiares de Filipe, o oficial disparou contra cidadão que acabou por falecer no local.

Um dia depois, por ordem do oficial da policia, duas patrulhas deslocaram-se à casa do falecido e detiveram oito mulheres e dez homens.

As mulheres, que foram libertadas no sábado, queixam-se de terem sido espancadas.

Os homens, que continuam encarcerados, terão sido também agredidos, segundo Elsa Araújo, prima do malogrado: “Os presos foram espancados e não queremos enterrar o nosso familiar sem antes soltarem os nossos irmãos presos”, disse Araújo à VOA.

Por seu lado, a polícia acusa os jovens de terem vandalizado a casa do acusado após a morte do amigo.

Elsa Araújo lamenta, no entanto, que até ao momento o agente da polícia se encontre em liberdade.

A VOA contactou o comando provincial da polícia nacional para obter mais pormenores deste caso mas sem qualquer sucesso.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG