Links de Acesso

Polícia em força nas ruas de Cabinda

  • Redacção VOA

Dezenas de jovens detidos após tiroteio em Cabinda

Dezenas de jovens detidos após tiroteio em Cabinda

Acttvistas terão sido detidos depois de governadora proíbir nova manifestação

A polícia angolana saiu hoje em força para as ruas de Cabinda para impedir uma anunciada manifestação de protesto contra a prisão o mês passado de dois activistas locais.

A manifestação havia sido proibida pela governadora num comunicado emitido Sexta-feira

Fontes no enclave disseram que a polícia prendeu Sábado de manhã vários activistas de direitos humanos e a polícia patrulhava as ruas em força.

Algumas noticias dizem que três activistas foram presos mas desconhece-se a sua identidade.

Os promotores da manifestação de hoje pretendiam protestar contra a prisão do activista dos direitos humanos José Marcos Mavungo e do advogado Arão Bula Tempo, presidente do Conselho Provincial de Cabinda da Ordem dos Advogados de Angola, ambos detidos em Cabinda e indiciados, mas ainda sem acusação formal, por alegados crimes contra a segurança do Estado

Mavungo e Tempo foram detidos a 14 de Março data em que estava prevista uma outra manifestação, esta de protesto contra alegadas violações de direitos humanos e má governação no enclave.

Essa manifestação tinha também sido proibida pelas autoridades.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG