Links de Acesso

Polícia de Luanda é acusada de extorquir desalojados

  • Coque Mukuta

Autoridades demoliram 300 casas e agentes cobram 10 mil kwanzas para libertar detidos.

A polícia nacional, em Luanda é acusada de extorquir vítimas das demolições realizadas ontem, 9, na zona de Cacuaco. Na ocasião, foram demolidas cerca de 300 casas e os populares encontram-se ao relento.

Além dos danos materiais e da incerteza quanto ao futuro, moradores na zona do Cacuaco acusam a polícia de cobrar 10 mil kwanzas para libertar vários jovens detidos.

João Sassa disse à VOA que as demolições foram dirigidas pela PCU, Polícia Nacional e a Fiscalização do Município de Cacuaco.

Domingas Francisco, que está ao relento com os seus quatro filhos, lamenta a situação.

Outra desabrigada, Margarida Domingos, mãe de cinco filhos, pede às autoridades que os ajudem apenas a sobreviver, uma vez que não têm condições para pagar a renda.

A VOA contactou a esquadra da centralidade de Cacuaco, mas os responsáveis negaram a comentar a acusação de que os agentes estão a pedir 10 mio kwanzas para libertar os detidos.

Tentámos também o contacto com a administração municipal de Cacuaco mas sem sucesso.

De recordar que a problemática das demolições já foi discutida pelo Gabinete do Presidente da República e na Assembleia Nacional, e tem despertado a atenção de várias organizações internacionais.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG