Links de Acesso

Polícia confirma tumultos na Lunda Norte

  • Redacção VOA

Uma anterior manifestação na Lunda Norte

Uma anterior manifestação na Lunda Norte

Autoridades dizem que 800 pessoas estiveram envolvidas em "vandalismo" e registaram-se dois mortos

A Polícia Nacional de Angola reagiu finalmente às noticias de graves incidentes na Lunda Norte afirmando que centenas de pessoas estiveram envolvidas nos tumultos e que duas pessoas morreram.

Anteriormente, fontes na região tinham afirmado que sete pessoas, incluindo dois policias, teriam morrido.

A policia disse que um agente policia sofreu ferimentos ligeiros durante aquilo que chamou de uma onda de vandalismo envolvendo 800 pessoas.

A polícia disse que os incidentes começaram quando, numa operação de rotina contra o garimpo ilegal, os “garimpeiros insurgiram-se contra as forças policiais”

"Os disparos efectuados culminaram com a morte de dois cidadãos e também ferimentos a um agente do comando municipal da Polícia Nacional de Xá-Muteba, que se encontrava a operar na área", disse o superintendente-chefe Leonardo Bernardo.

Na sequência destes confrontos, acrescentou o oficial, um grupo com cerca de 800 elementos, entre garimpeiros, amigos e familiares das duas vítimas mortais, dirigiu-se a uma esquadra policial no município do Cuango, transportando os cadáveres e provocando vários actos de vandalismo durante o percurso.

Não foram dados outros pormenores, mas fontes na zona disseram que um posto policial foi destruído bem como várias viaturas.

A polícia disse ainda que nove indivíduos foram detidos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG