Links de Acesso

Polícia acusa homens da Renamo de atacar em Nampula

  • Adina Sualehe

Foto de Arquivo.

Foto de Arquivo.

Posto Administrativo de Mecua e Centro de Saúde foram alvos, sem vítimas humanas.

A polícia moçambicana acusa 13 homens da Renamo de terem atacado na madrugada desta segunda-feira, 3, o Posto Administrativo de Mecua, no distrito de Meconta na província de Nampula.

O porta-voz da corporação local Zacarias Nacute disse que os homens invadiram e incendiaram a sede do Posto Administrativo, destruindo documentos e uma viatura que se encontrava no local.

Ainda de acordo com Nacute, os homens da Renamo invadiram também o Centro de Saúde local e levaram cobertores, um colchão e outros materiais.

Fontes da VOA disseram que desde a semana passada, vários residentes de Mecua manifestaram alguma preocupação com certas movimentações de pessoas consideradas “estranhas” ao local.

A polícia pede calma e garante ter reforçado a segurança no local.

Um professor da escola local lamentou a situação por acontecer numa altura em que o país vai comemorar amanhã assinatura dos acordos de Roma, mas num clima de total insegurança.

Refira-se que nos últimos meses alguns distritos da província de Nampula, nomeadamente Murrupula, Meconta e Mogovolas, têm reportado casos de ataques atribuídos ao homens da Renamo, mas sem confirmação de nenhuma das partes.

A VOZ de America, contactou Gloria Ubisse , membro da Renamo, que disse que o seu partido poderá reagir amanha durante as celebrações dos 24 anos da assinatura dos Acordos dePaz de Roma.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG