Links de Acesso

Polícia impede manifestação em Luanda

  • Coque Mukuta

Angola Luanda manifestação

Angola Luanda manifestação

Várias pessoas presas e denúncias de agressão por parte da polícia.

Pelo menos 15 pessoas foram presas, nesta Terça-feira, 27, quando a polícia angolana impediu a realização de uma manifestação em Luanda para protestar contra assassinatos alegadamente cometidos pelas autoridades.

Um repórter da Rádio Despertar foi detido mas subsequentemente libertado.

Desde muito cedo a polícia isolou a Praça 1º de Maio com carros de água, unidades anti-motim e cães para impedir a concentração dos jovens que haviam organizado a manifestação.

Na última tentativa de manifestação realizada a 3 deste mês, para exigir a transmissão dos debates parlamentares na Televisão Pública de Angola, a Polícia Nacional, deteve os jovens e levou-os para a Zona do Kalumbo, a 100 quilómetros fora do centro da cidade de Luanda, acto que já foi condenado pelo deputado da CASA-CE, Lindo Bernardo Tito, que considerou a atitude de “condenável a todos os títulos e repugnante.

Informações não confirmadas afirmavam que desta vez a polícia iria levar os detidos para o Kwanza Sul.

Segundo o site Club-K foram detidos Nito Alves, Raul Mandela, Pedrowski Teca, Adolfo Campos, McLife Bunga, Abrão Cativa, Agostinho Pensador, Serrote Simão (Jornalista), Emiliano Catombela, António Camilo.
XS
SM
MD
LG