Links de Acesso

Pobreza afasta crianças da escola em Lubango

  • Teodoro Albano

Escolas católicas de Luanda paralisam aulas

Escolas católicas de Luanda paralisam aulas

Estudo diz 170 mil crianças desistiram da escola.

A pobreza e a seca alimentam o abandono escolar no ensino primário na província da Huíla, um estudo do Centro de Investigação e Desenvolvimento da Educação do Instituto Superior das Ciências da Educação (ISCED), do Lubango.

Kuvango, Jamba, Caluquembe, Gambos, Matala e Lubango são segundo o estudo os municípios mais afectados pelo fenómeno do abandono escolar.

O estudo concluiu ainda que a falta de professores e salas de aulas fizeram com que 170 mil crianças dos cinco aos 11 anos desistissem da escola.

O coordenador do ISCED, Hélder Baú, acrescentou as gravidezes precoces como factores da desistência.

A vice-governadora da Huíla para o sector político e social, Maria Tchipalavela, disse que o abandono escolar precisa de correcção.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG