Links de Acesso

PM moçambicano "animado" com sinais de estabilização do país

  • William Mapote

Carlos Agostinho do Rosário falou a jornalistas em Maputo

Carlos Agostinho Rosário afirmou haver progressos para o estabelecimento da paz efectiva mas Renamo denuncia ataques

O primeiro-ministro moçambicano classificou de animadores os sinais de estabilização do país a nível político, económico e social.

Num encontro com jornalistas nesta quarta-feira, 1, Carlos Agostinho do Rosário diz haver desafios internos e externos ainda por ultrapassar, contudo, manifesta confiança de que este ano vai ser melhor do que o passado.

Ao abordar o conflito militar, Rosário afirmou não haver motivos de receio porque há progressos para o estabelecimento da paz efectiva.

Sobre a situação económica diz haver ainda alguns desafios a ultrapassar.

As negociações com o FMI estão, segundo o primeiro-ministro, "estão bem encaminhadas assim como a renegociação da dívida", dois temas que, no entanto, dependem da auditoria internacional em curso.

Carlos Agostinho do Rosário concluiu que todos os sinais apontam que este ano será, efectivamente, melhor a todos os níveis, comparativamente ao anterior, descrito como tendo sido atípico.

Sobre a situação económica, diz haver ainda alguns desafios a ultrapassar.

As negociações com o FMI estão, segundo o Primeiro-ministro, bem encaminhadas bem como a renegociação da dívida, dois passos que estão dependentes do fim da auditoria forense.

Renamo denuncia

Entratanto, a Renamo denunciou nesta quarta-feira em comunicado de imprensa alguns ataques das forças governamentais a algumas bases no centro do país.

Contactado pela VOA em Maputo, o porta-voz António Muchanga disse que os ataques colocam em causa o processo de tréguas, mas garantiu que em nome do interesse nacional, que é a paz, "haverá ponderação".

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG