Links de Acesso

Pistorius e a violência domestica

  • VOA Português

Protesto de mulheres em Pretória

Protesto de mulheres em Pretória

Há vários casos na África do Sul de parceiros que assassinam por engano os seus companheiros

No momento em que os advogados de Óscar Pistorius apresentavam na audiência preliminar as razões para que o atleta olímpico sul-africano aguardasse em liberdade o julgamento, – um grupo de activistas dos direitos das mulheres protestava contra a violência doméstica e a exigiam a condenação do atleta.

Mosy Mathe, da Liga das Mulheres e principal dirigente do grupo não-governamental que trabalha com as vítimas da violência doméstica afirmava …


“Afirmamos honestamente que nunca esperávamos que coisas como esta pudessem acontecer”.

O juíz da audiência preliminar de Oscar Pistorius, acusado de assassinar a namorada, aceitou a tese do Ministério Público que acusa o atleta paralímpico de ter cometido um homicídio premeditado.

O anúncio do magistrado aconteceu pouco antes do intervalo para almoço, o que dificultará a tarefa da defesa que, por sua vez, argumentava que o seu cliente confundiu a namorada com um ladrão, sublinhando que há vários casos na África do Sul de parceiros que assassinam por engano os seus companheiros, face a cenários de assaltos.

Pistorius, o atleta paralímpico que fez história nas provas dos jogos Olímpicos de Agosto, enfrenta acusação de assassinato na morte da namorada, Reeva Steenkamp.

O incidente aconteceu às primeiras horas da passada quinta-feira. A polícia foi chamada após os vizinhos terem ouvi tiros provenientes da casa de Pistorius em Pretoria.

Steenkamp foi encontrada morta, com feridas de bala na cabeça e no tronco.

Segundo a família de Pistorius as provas no caso não apoiam a acusação de assassinato.

Os advogados, tanto de defesa como de acusação argumentam sobre a eventualidade de ser atribuída caução para o caso.

A acusação pública argumenta que Pistorius deve ser mantido na cadeia durante o julgamento.

Mathe da Liga das Mulheres, é da mesma opinião.

“Não dizemos que Óscar seja culpado. Estamos apenas a dizer que face a uma alegação de tal forma grave, deve ser mantido sob custódia, até ser provado que está inocente. Até por que Reeva não pode dizer o que realmente aconteceu”.

Mathe sublinha que este caso é típico de um problema nacional, e necessita ser encarado com seriedade pelo sistema de justiça.

A África do Sul tem um dos maiores índices de assassínios do mundo.

O Conselho de Pesquisa Medica vai divulgar dentro em breve um estudo demonstrando que o homicídio das mulheres na África do Sul é cinco vezes mais alto do que a média geral.
XS
SM
MD
LG