Links de Acesso

Pinto de Andrade: "Governo angolano só está preocupado com os ricos"


Justino Pinto de Andrade

Justino Pinto de Andrade

Líder do BD defende demissão do Governo de José Eduardo dos Santos.

João Marcos

O presidente do Bloco Democrático considera que a demissão do Governo angolano é a melhor saída para uma assistência condigna à franja mais desprotegida da população. Justino Pinto de Andrade, que falava da situação do país em Benguela, no termo de uma visita de três dias, lamenta que o Executivo esteja preocupado somente com os ricos. Pinto de Andrade não se opõe à existência de ricos, mas realça, em tom crítico, que a maior parte dos milionários acumulou riquezas graças à ligação ao poder político.

Faltam ainda dois anos para as próximas legislativas, mas o Bloco Democrático, ainda a criticar as indefinições em relação às autarquias, apresenta já um discurso com cheiro a eleições.

Justino Pinto de Andrade acrescenta que a defesa do interesse nacional passa pela derrocada do Governo do MPLA.

“Faz parte do plano, a ideia é que ao criar ricos, não justamente, mas apressadamente, está-se a criar condições para a defesa dos interesses nacionais, mas esse é um grande equívoco”, explicou.

O presidente do Bloco Democrático saltou depois para o que chamou de paradoxo, fazendo alusão à denúncia relativa à suposta transferência de largos milhões do Fundo Soberano para uma empresa fantasma.

Pinto de Andrade não deixou de falar da aquisição de uma aeronave milionária como um sinal contrário ao discurso da contenção.

“O avião é para o uso exclusivo de alguém, não é para mim, mas para alguém que tem capacidade para mandar comprar um avião”, acusou Pinto de Andrade.

Em Benguela, o presidente do Bloco Democrático assistiu a um conselho provincial do seu partido e falou da situação de África, por ocasião do 25 de Maio.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG