Links de Acesso

Petição de protectorado da ONU suscita debate na Guiné-Bissau

  • Lassana Casamá

No momento em que a Guiné-Bissau atravessa um dos piores momentos políticos da sua história democrática, com cerca de dois meses sem Governo, alguns guineenses lançaram a ideia de que o país seja um protectorado das Nações Unidas.

No terreno, duas visões e duas tendências revelam o quanto a matéria suscita divergências.

Joaquim Baldé, analista político, considera que há não há motivo para que o país seja administrado pela ONU.

Visão contrária tem João de Barros, jornalista e editor do Jornal Expresso Bissau.

Para Barros há muitos anos que a Guiné-Bissau está nas mãos da ONU, citando o exemplo da presença de Gabinete Integrado das Nações Unidas para Consolidação da Paz e Estabilidade (Uniogbis).

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG