Links de Acesso

Persistem divisões dentro da FNLA

  • Isaías Soares

Fernando Caculo, primeiro secretário no Kwanza Norte

Lider do partido em Kwanza Norte condena anunciada suspensão de Lucas Ngonda

O líder da FNLA na província do Kwanza Norte, Fernando Caculo Manuel, condenou a declaração de membros do Comité Central destituindo o presidente Lucas Ngonda.

Caculo Manuel, membro do comité central da FNLA , disse que os mentores da suposta destituição do presidente do partido, nomeadamente António Fernandes Pedro Gomes e Ndonda Nzinga, “cometem um enorme erro” com essa declaração.

“O doutor Gomes, ao fazer isso, não está a pensar bem”, continuou, afirmando que “se o partido desaparecer” os mais afectados por isso serão os antigos combatentes da FNLA que serão impossibilitados de comprovarem o seu estatuto.

"Isso vai sobrar um dia para os antigos combatentes que vão continuar a ver os seus problemas sem solução. E se o partido desaparecer, onde esses antigos combatentes vão pegar a documentação para uma prova de vida?, perguntou.

No início do mês, uma declaração emitida em nome do Comité Central informou que o presidente Lucas Noganda tinha sido suspenso “para salvaguardar os interesses superiores do partido”.

Ngonda veio a publico mais tarde negar que isso tenha acontecido, afirmando que só ele poderia ter convocado uma reunião do Comité Cental o que não aconteceu.

A FNLA tem estado dividida entre duas facções com muitos militantes a não reconhecer o congresso que confirmou Lucas Ngonda na presidência.

XS
SM
MD
LG