Links de Acesso

Pepetela lança "Se o Passado não Tivesse Asas"

  • Redacção VOA

Pepetela, escritor angolano

Pepetela, escritor angolano

Romance é apresentado no dia 5 de Maio em Luanda.

O escritor angolano Pepetela lança a 5 de Maio, em Luanda, o seu novo romance "Se o Passado não Tivesse Asas".

Publicado em Angola pela Texto Editores, parceira da portuguesa Dom Quixote (editora habitual do escritor) no grupo Leya, o livro cruza duas grandes personagens femininas nos últimos vinte anos da História de Angola.

“Himba, treze anos acabados de fazer, perde-se do resto da família, vendo-se de repente sozinha no mundo. Sem outros meios que não sejam a sua inteligência, consegue chegar a Lunda, onde conhece Kassule, um menino de dez anos que perdeu uma perna devido a estilhaços de uma mina. Ambos órfãos vítimas da guerra, dependendo do lixo dos restaurantes, unem-se para conseguirem subsistir, lutando pela sobrevivência dia-a-dia”, lê-se numa nota da editora.

O lançamento acontece no Instituto Camões-Centro Cultural Português, em Luanda.

Este é o 17.º romance de Pepetela, o último, "O Tímido e as Mulheres", foi lançado há três anos.

Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos, nome próprio de Pepetela, nasceu em Benguela, em 1941, e formou-se em Sociologia em Argel, quando estava exilado.

Um dos maiores nomes da literatura angolana, tem várias livros publicados, entre eles Muana puó (1978), As aventuras de Ngunga (1979), Mayombe (1980), A geração da utopia (1992), Parábola do cágado velho (1996), A gloriosa família (1997).

A maioria das duas obras gira especialmente em torno da história Angola, tanto a mais distante, quanto a recente trajectória social e política.

Vencedor do prémio Camões em 1997, Pepetela ganhou duas vezes o Prémio Nacional de Literatura de Angola e outras distinções no Brasil, Holanda e Espanha.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG