Links de Acesso

Paz política ainda não chegou a Angola - Vitorino Nhani


Por Moniz Francisco

A paz em Angola “é meramente militar”, disse o Secretário geral da UNITA, Vitorino Nhany que apelou aos angolanos para esquecerem a guerra do passado e concentrarem-se na “vertente política”.

Nhany falava no Uíge por ocasião do Dia da Paz em Angola assinalado no dia 4 deste mês.

O responsável que falava em declarações a VOA no quadro da visita de constatação do grau de cumprimento do plano de ação saído da ultima reunião da comissão política da UNITA, defendeu a necessidade de os angolanos refletirem em torno do 4 de Abril dia da paz e da reconciliação nacional.

“Em torno desta data eu tenho vindo a chegar à conclusão de que esta paz é meramente militar”, disse.

“Alias a própria paz quando é assinada por militares significa que a vertente política ficou completamente descurada”, apontou o secretàrio geral da UNITA.

Segundo Vitorino Nhany, a exclusão da paz política em Angola é visível de forma frequente e legível nos discursos abertos do executivo angolano.

Mas Nhany disse acreditar a UNITA ganhou no campo político pelo facto de o seu partido ter defendido desde a sua criação um governo democrático assegurado pelo voto do povo através de vários partidos políticos.

“Temos razões mais do que suficientes para dizermos que de facto a nossa opção ganhou”, disse.

“É a democracia hoje que faz parte dos discursos políticos dai que achamos que o 4 de abril deveria servir como data da reflexão”, relembrou o secretário geral do Galo Negro.

O Secretário geral da UNITA apelou aos angolanos para que tenham o horizonte direcionado para a vertente política e deixarem de parte as questões das batalhas da geurra a fim de evoluir para uma verdadeira reconciliação nacional.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG