Links de Acesso

Patrick Modiano, Nobel de Literatura 2014

  • VOA Português

Patrick Modiano

Patrick Modiano

Nascido a 1945, é para muitos o mais importante escritor francês vivo.

A Academia Sueca atribuiu nesta quinta-feira, 9, o Prémio Nobel da Literatura ao escritor francês Patrick Modiano.

"Pela arte da memória com a qual ele evocou os destinos humanos mais inatingíveis e descobriu a vida do mundo da ocupação (alemã)", destacou a Academia sobre a obra do escritor francês de 69 anos.

Patrick Modiano, nascido a 1945, é para muitos o mais importante escritor francês vivo.

Ele tornou tornou-se o 11.º autor nascido em França a receber o Nobel da Literatura, escreve a Academia, e o 15.º de nacionalidade francesa.

O secretário perpétuo da Academia Sueca disse aos jornalistas que não tinha conseguido contactar com o autor, antes do anúncio do prémio.

Modiano publicou o seu primeiro romance, La Place de l'Étoile, em 1968. Com Rue des Boutiques Obscures obteve, em 1978, o Prémio Goncourt. Em 1972, recebeu o Grande Prémio de Romance da Academia Francesa. Modiano, autor de uma vasta obra, foi distinguido recentemente com o Grande Prémio Nacional das Letras e com o Prémio Margerite-Duras.

Em Portugal, Modiano tem editado: O Horizonte (Porto Editora, 2011), No Café da Juventude Perdida (ASA, 2009), Dora Bruder (ASA, 1998), Um Circo que Passa (Dom Quixote, 1994), Domingos de Agosto (Dom Quixote, 1988), A Rua das Lojas Escuras (Relógio d'Água, 1988).

Paris é cenário central em praticamente todas as obras de Modiano, que aborda regularmente os temas da memória, do esquecimento, identidade e culpa, lê-se na biografia do autor divulgada pela Academia Sueca. Os seus romances são, muitas vezes, construídos sobre uma base autobiográfica ou em eventos que ocorreram durante a ocupação alemã.

Nas apostas, o queniano Ngugi wa Thiong'o, o japonês Haruki Murakami e a bielorrussa Svetlana Aleksijevitj eram os nomes apontados como favoritos ao prémio.

Desde 1901, foram já premiados com o Nobel da Literatura 110 escritores, entre os quais estão apenas 13 mulheres. A última distinção foi exactamente entregue a uma mulher: a contista canadiana Alice Munro, premiada no ano passado.

O prémio tem um valor pecuniário de 1.100 milhões de dólares.

Este é o quarto prémio atribuído pela Academia Sueca este ano depois do Nobel da Medicina (John O'Keefe, May-Britt Moser, Edvard Moser), da Física (Isamu Akasaki, Hiroshi Amano, Shuji Nakamura) e da Química (Eric Betzig, Stefan Hell, William Moerner). Nesta sexta-feira será atribuído o Prémio Nobel da Paz pelo Comité Nobel Norueguês.

XS
SM
MD
LG