Links de Acesso

Patrice Trovoada volta a São Tomé e Príncipe para liderar ADI

  • Redacção VOA

ADI Venceu as Eleições em São Tomé e Príncipe

ADI Venceu as Eleições em São Tomé e Príncipe

Numa comunicação enviada ao seu partido, o antigo primeiro-ministro aponta os valores que o levam a lutar pela vitória da ADI nas eleições previstas para Junho.

O antigo primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe Patrice Trovoada anunciou o seu regresso ao país, 16 meses depois do que considera uma saída forçada, na sequência da sua demissão do cargo pelo presidente da República.

A decisão foi revelada numa comunicação enviada à Comissão Nacional do seu partido Acção Democrática Independente (ADI), que reuniu-se este fim-de-semana.

Na mensagem enviada, o antigo primeiro-ministro anuncia o seu regresso para liderar a ADI nas eleições legislativas, autárquicas e regionais. Patrice Trovoada diz acreditar no bom senso dos homens e critica o que classifica de postura ditatorial dos que estão no poder.

Trovoada diz que um país não se constrói sem instituições fortes, sem trabalho, sem sacrifícios, sem competência, sem inclusão sistemática, com desculpas recorrentes, culpabilizações constantes, instabilidades permanentes, falsas promessas e intrigas pueris.

Por isso, na mensagem, o antigo primeiro-ministro aponta os valores que o levam a lutar pela vitória da ADI nas eleições previstas para Junho em São Tomé e Príncipe.

Patrice Trovoada foi demitido do cargo de primeiro-ministro no início de 2012 pelo Presidente Manuel Pinto da Costa, na sequência de uma moção de censura, e abandonou o país na sequência de alegadas ameaças feitas contra ele e contra os seus mais próximos.

Em Junho do ano passado, o antigo primeiro-ministro foi acusado de branqueamento de capitais, mas rejeitou a acusação, atribuindo-a a uma "atitude obcecada" do Governo.
XS
SM
MD
LG