Links de Acesso

Partidários hispânicos distanciam-se de Trump após discurso sobre imigração


Presidente mexicano Enrique Peña Nieto à esquerda e nomeado presidencial pelos republicanos, Donald Trump ao seu lado, no México. Ago. 31, 2016.

Presidente mexicano Enrique Peña Nieto à esquerda e nomeado presidencial pelos republicanos, Donald Trump ao seu lado, no México. Ago. 31, 2016.

Alguns dos partidários hispânicos de Donald Trump estão a distanciar-se do candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, depois que ele manteve a sua posição dura sobre a imigração ilegal num importante discurso e ignorou pedidos de correligionários para que moderasse o tom.

Trump reiterou num discurso feito na quarta-feira, 31 de Agosto, que a única maneira de estrangeiros sem documentos viverem nos Estados Unidos legalmente em sua presidência seria voltar para casa e solicitar a reentrada.

Mas o empresário, que aparece atrás da candidata democrata Hillary Clinton nas sondagens, de facto recuou da promessa de deportar imediatamente os 11 milhões de imigrantes que moram ilegalmente nos EUA e disse que priorizaria aqueles com ficha criminal.

Embora as pesquisas mostrem que a maioria dos eleitores hispânicos se opõe a Trump, a retirada do apoio de seu pequeno grupo de apoiadores latinos ressalta como é difícil para o magnata ampliar o seu apelo junto a minorias e eleitores moderados.

Alfonso Aguilar, que recentemente organizou uma carta de apoio em nome de Trump, disse ter se sentido "decepcionado e enganado" pelo discurso incendiário e retirado seu apoio.

Donald Trump esteve no México e manteve a polémica do muro

"Nos últimos dois meses ele disse que não iria deportar pessoas sem ficha criminal. Na verdade ele disse que iria tratar imigrantes sem documentos e sem ficha criminal de maneira humana e compassiva", afirmou Aguilar à rede CNN nesta quinta-feira. Ele é presidente do grupo Parceria Latina para os Princípios Conservadores.

Trump aproveitou um evento na cidade de Phoenix na quarta-feira para esclarecer sua postura sobre a imigração ilegal depois de tergiversar a respeito do tema na semana passada, e retomou a retórica radical que lhe ajudou a derrotar 16 rivais e conquistar a candidatura republicana, animando os conservadores que atraídos com sua visão sobre a questão.

Alguns membros de um conselho formado por Trump no mês passado para aconselhá-lo sobre temas hispânicos expressaram reservas a respeito ou cortaram laços com a candidatura do empresário do setor imobiliário após o pronunciamento em Phoenix.

Reuters
XS
SM
MD
LG