Links de Acesso

Parlamento português chumba voto de condenação do regime angolano

  • Redacção VOA

Portugal parlamento

Portugal parlamento

PSD, CDS-PP e PCP votaram contra o pedido de apoio aos activistas detidos.

O Parlamento português rejeitou nesta sexta-feira um voto de condenação à “repressão em Angola com um apelo à libertação dos activistas detidos”.

A proposta foi apresentada pelo Bloco de Esquerda, mas foi chumbada pelos partidos da direita, PSD e CDS-PP, e do PCP, enquanto o PS e os Verde se abstiveram.

"É preciso travar e dar por finalizado este arrastado processo que visa intimidar, deter e punir aqueles que criticam a governação de José Eduardo dos Santos, que tem tido interferência directa ao longo de todo o processo, dando ordens no sentido de prolongar indefinidamente as audiências", pode ler-se no voto da bancada bloquista, que teve o apoio de sete deputados socialistas e do representante do PAN.

O PCP, além de votar contra, apresentou uma declaração de voto em que advertiu os outros partidos que “não poderão contar" com os comunistas "para operações de desestabilização de Angola".

Os comunistas entenem que a Assembleia da República não deve “interferir sobre o desenrolar” do processo entregue à justiça angolana, “prejudicando as relações de amizade e cooperação entre o povo português e o povo angolano.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG