Links de Acesso

Paquistão ordena saida de professores alegadamente ligados à Gulen


Fethullah Gulen

Fethullah Gulen

O Paquistão ordenou a saída do país de pessoal turco ao serviço da rede de instituições de ensino alegadamente ligada a um clérigo da oposição.

Os 500 professores em causa deverão sair até domingo e a medida foi anunciada, hoje, horas antes do início de uma visita oficial ao Paquistão do Presidente da Turquia, Tayyip Erdogan.

A rede educacional PakTurk, que tem 11 mil estudantes nas principais cidades do Paquistão, nega qualquer ligação ao clérigo Fethullah Gulen ou ao seu movimento "Hizmet" , que é contra o governo.

Erdogan acusa Gullen de ter orquestrado o falhado golpe de Estado, de Julho deste ano.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG