Links de Acesso

Papa Francisco: A terra chora por causa dos danos que nós infligimos


O Papa representa “uma nova e refrescante energia” em questões ambientais, incluindo mudanças de clima.

Quando discursar perante o Congresso americano, o Papa Francisco deverá falar de vários temas, entre eles meio ambiente, e a necessidade de combater as mudanças climatéricas.

Numa encíclica que divulgou recentemente sobre meio ambiente – intitulada “Cuidando da nossa Casa Comum” – o Papa escreve que a Terra “chora” por causa “dos danos que lhe são infligidos pelo uso irresponsável e pelo abuso dos bens que Deus lhe deu.”

Mais do que isso ele diz que as pessoas passaram a ver-se como “donos e senhores, com direito a pilharem-na à vontade.”

Jerry Kotas que vai assistir o Papa durante a missa campal aqui em Washington (a 23 de Setembro) na Basílica Nacional da Imaculada Conceição trabalha com uma organização não-governamental preocupada com as mudanças do clima. Kotas, um cientista, trabalhou também na Agência de Protecção do Meio Ambiente.

Para ele o Papa representa “uma nova e refrescante energia” em questões ambientais, incluindo mudanças de clima.

O Papa, lembra, apelou a que olhássemos a Terra em termos morais. “Tecnologia, disse o Papa, é parte da resposta, mas teremos que ser nos a mudarmos. Temos que transformar os nossos corações. Temos que mudar e alterar os nossos estilos de vida.”

Papa de cartão na Basilica Nacional da Imaculada Conceição

Papa de cartão na Basilica Nacional da Imaculada Conceição

A carta papal sobre o meio ambiente tem sido aplaudida por muitos ambientalistas, mas criticada pelos que consideram que Francisco deveria preocupar-se com as questões religiosas.

O Papa acredita que os Estados Unidos, como um dos maiores produtores e consumidores de recursos naturais, têm que dar o exemplo na protecção do meio ambiente.

Para o Papa, quando se olha para Africa e outras partes do mundo em desenvolvimento temos uma “tremenda obrigação de nos vermos como um, de nos vermos unidos como parte desta ecologia integral.”

Tem-se falado muito que o Papa é licenciado em química o que o torna um cientista. Contudo segundo a National Catholic Reporter snao corresponde à verdade. O papa teria estudado química e trabalho como químico antes de entrar no seminário. Mas não chegou a graduar-se antes de dar entrada no seminário. O que não quer dizer que Francisco não possa falar e ter opiniões sobre estas questões.

Na sua encíclica sobre o meio ambiente, o Papa Francisco escreveu que as pessoas devem olhar para a natureza e o ambiente com “abertura ao espanto e admiração” doutra forma a nossa será uma atitude de “donos, consumidores, exploradores cruéis, incapazes de impor limites nas nossas necessidades imediatas.”

XS
SM
MD
LG