Links de Acesso

Papa elogia Uganda por acolher refugiados

  • Redacção VOA

Papa Francisco em Kampala

Papa Francisco em Kampala

Dezenas de milhar de pessoas assistem a missa campal em Kampala depois de pernoitarem no local

No prosseguimento da sua visita ao continente africano Papa Francisco realizou hoje uma missa no Uganda.

A missa ocorreu no santuário de Namugongo onde dezenas de mártires católicos foram queimados vivos por se recusarem a abandonar a sua fé nos anos de 1800.

“A sua fé buscava o bem de todos incluindo o bem do rei que os condenou pelas suas crenças cristãs,” disse o Papa.

“A sua resposta foi responder ao ódio com amor e assim espalhar o esplendor do evangelho”, acrescentou

Dezenas de milhar de pessoas acamparam durante anoite no local para poderem assistir á missa.

No seu segundo dia no Uganda o papa tinha programado para hoje um comício com jovens, uma visita a uma instituição de caridade e um encontro com lideres religiosos locais.

Ontem o Papa Francisco saudou o Uganda pelo que disse ser o seu trabalho em acolher refugiados da região.

“Aqui o Uganda demonstrou grande preocupação em receber refugiados, permitindo-lhe reconstruir as suas vidas em segurança na dignidade”, disse o papa.

“O modo como lidamos com os refugiados é um teste à nossa humanidade”, acrescentou

A ONU diz que mais de 500.000 refugiados vivem no Uganda fugidos das guerras na republica democrática do congo e no Sudão do Sul

XS
SM
MD
LG