Links de Acesso

Países da África Oriental criam força regional de cinco mil homens

  • Redacção VOA

A embaixadora americana junto da ONU Samantha Power afirmou que as organizações regionais africanas estão a desempenhar um papel cada vez mais importante na manutenção da paz.

Ministros da defesa de 10 países da África Oriental anunciaram a criação de uma força regional de cinco mil homens até ao próximo mês de Dezembro.

Desde há 10 anos que a União Africana vem trabalhando no sentido de criar forças de manutenção da paz nas várias regiões africanas. A organização pretende ter todas as forças operacionais até Dezembro de 2015, mas algumas regiões estão mais avançadas do que outras.

Esse é o caso da África Oriental, como disse à VOA o porta-voz do exército ruandês Joseph Nzabamwita: “Trata-se de um ano antes das forças da União Africana estarem totalmente operacionais. Os chefes de Estado da região decidiram que devido à insegurança na região, os países tinham que dar passos urgentes nesse sentido”.

No ano passado rebentou a guerra no Sudão do Sul, o conflito alastrou-se à região costeira do Quénia e durante o último mês assistiu-se à deterioração da situação na Somália.

Ainda segundo o porta-voz, o Burundi comprometeu-se com um batalhão de infantaria ligeira, o Uganda, a Etiópia e o Ruanda com um batalhão motorizado e o Quénia com um batalhão mecanizado também.

Comores, Djibouti e Somália contribuem com um esquadrão ou uma companhia.

No mês passado a embaixadora americana junto da ONU Samantha Power afirmou que as organizações regionais africanas estão a desempenhar um papel cada vez mais importante na manutenção da paz e salientou que merecem todo o apoio.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG