Links de Acesso

PAIGC convida dissidentes para o diálogo

  • Redacção VOA

Baciro Djá, esq., Domingos Simões Pereira, dir.

Baciro Djá, esq., Domingos Simões Pereira, dir.

Os encontros em separado estão previstos para acontecerem de segunda a quarta-feira.

O PAIGC, partido vencedor das eleições de 2014, convidou os 15 deputados expulsos no início do ano para encontros em separado com vista a ultrapassar o impasse que retirou à formação dirigida por Domingos Simões Pereira a maioria no Parlamento da Guiné-Bissau.

O convite já foi feito e uma comissão do partido vai reunir-se de segunda a quarta-feira em separado com os deputados.

A ideia do PAIGC é "voltar a unir o partido, como disse Domingos Simões Pereira no dia 12 de Setembro, quando comemorava maus um aniversário do nascimento de Amílcar Cabral, depois de a cisão ocorrida na sequência do chumbo do programa de Governo do antigo primeiro-ministro Carlos Correia, em Dezembro passado, ter aberto o processo de expulsão dos 15 deputados do partido.

A expulsão deles da Assembleia Nacional Popular foi derrotada, no entanto, no Supremo Tribunal de Justiça.

Um desses deputados, Baciro Djá, é o actual primeiro-ministro que também ainda não conseguiu fazer aprovar o programa do seu Governo.

Esta "ofensiva" junto do chamado grupo dos 15 decorre depois de o PAIGC e as demais partes envolvidas terem assinado há três semanas um acordo para a formação de um Governo de inclusão, mediado pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Não há informação se os "dissidentes" foram convidados e se irão responder positivamente à proposta.

XS
SM
MD
LG