Links de Acesso

Ouvinte moçambicano comenta crise dos refugiados

  • Danielle Stescki

Ouvinte Pedro

Ouvinte Pedro

Começou a ouvir a VOA pelo rádio. Agora acompanha as notícias pela aplicação WhatsApp

A crise de refugiados na Europa está a ser considerada como a pior que ocorreu depois da Segunda Guerra Mundial. Este assunto não sai do noticiário e das redes sociais, e os nossos ouvintes constantemente comentam o assunto.

Pedro, de 30 anos, é professor e lecciona numa escola secundária na Província de Gaza, Moçambique.

Ele descreve a crise como chocante, não só para as pessoas participantes, mas também para aquelas que podem assistir pela televisão, ouvir pelas rádios, ou ler nos jornais.

Pedro reconhece que felizmente alguns países começaram a mudar a atitude em relação aos refugiados, e os estão tratando com mais dignidade.

Várias imagens fortes marcam esta tragédia mundial. Pedro destaca uma delas, que mostra os refugiados na Hungria tendo que apanhar a comida que está a ser jogada para eles.

"Tem alguns países que precisam por a mão na consciência, como é o caso da Hungria. Estão a tratar as pessoas de um jeito muito lamentável", conclui.

Pedro acredita que os países que apoiam a guerra deveriam acolher um maior número de refugiados.

Confira a entrevista na íntegra.

XS
SM
MD
LG