Links de Acesso

Ouvinte moçambicano diz que muitas pessoas ignoram o problema da SIDA

  • Danielle Stescki

Espaço do Ouvinte

Espaço do Ouvinte

Helder, 42 anos, é casado e tem gémeas. Ouve a Voz da América desde 1987.

Helder trabalha com a prevenção e litigação da SIDA e diz que a situação no país é grave, apesar da queda no número de infecções.“Muitas pessoas ainda ignoram completamente o problema”.

Ele explica que as relações sexuais sem protecção continuam a ser a maior causa de infecção.

Helder elogia o trabalho que o governo e as organizações de combate a SIDA estão a fazer. “Espero que num futuro próximo se erradique este problema” acrescenta.

Sobre a questão da água e da energia eléctrica, Helder explicou que grande parte das pessoas enfrentam problemas no acesso a essas necessidades básicas. “Há horas que não tem nem água nem energia. Ainda está muito longe de termos funções normais.

As eleições gerais, presidenciais e legislativas vão ocorrer no dia 15 de outubro.

Helder espera que o próximo presidente e o parlamento olhem mais para a população moçambicana, principalmente para os habitantes fora das cidades.“Espero que nos próximos cinco anos haja um aumento da ajuda ao povo. Que a riqueza que está a surgir no país, por exemplo, nos setores do petróleo, gás e outros recursos minerais, também beneficie o povo”.

Para Helder, saúde, educação e infra-estrutura deveriam ser prioridades para o próximo governo.

Oiça a conversa
XS
SM
MD
LG