Links de Acesso

Ouvinte brasileiro reclama da situação da saúde na sua cidade e no Brasil

  • Danielle Stescki

Espaço do Ouvinte

Espaço do Ouvinte

Para obter tratamento da sua doença, Valdolino de Oliveira teve que ir a outro estado.

Valdolino Andrade de Oliveira, de 46 anos, trabalhava numa fábrica de celulose, mas precisou reformar-se cedo devido a uma epilepsia convulsiva.

Oliveira mora em Otacílio Costa, uma cidade de 16 mil habitantes no interior do estado de Santa Catarina, Brasil, e comentou a situação da saúde na sua cidade e também no Brasil.

“A saúde aqui tá péssima". Ele conta que há poucos recursos em Otacílio Costa e que só há interesse em melhorar a área de saúde na época de eleição.

“Ultimamente a gente tem que sair para fora pra buscar recurso, quando a gente não tem que apelar pra justiça para ter o tratamento fora”.

Oliveira teve a infelicidade de passar por esta experiência porque precisava fazer um tratamento para epilepsia convulsiva. Não havia nenhum tratamento disponível em Otacílio Costa e nem no estado de Santa Catarina.

Ele não desanimou, e começou a pesquisar sobre o seu caso. Descobriu que havia um tratamento para a doença na capital do estado vizinho. Em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, fez uma cirurgia de esclerose facial temporal e vai celebrar no próximo més de Julho 11 anos de pós-cirurgia.

“Nunca mais tive convulsão, e nem medicamento eu tomo mais para este problema,” conta.

Sobre a situação da saúde no Brasil, Oliveira diz que está muito pior agora do que na época do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

“Está super péssimo. Depois que o Lula entrou piorou o triplo”. Segundo Oliveira, a situação da saúde no país piorou com a entrada da presidente Dilma Rousseff.

Valdolino Andrade de Oliveira ouve a Voz da América desde 1981. Hoje acompanha a emissão pela internet, já que não há mais emissões da VOA para o Brasil.

XS
SM
MD
LG