Links de Acesso

"Os órgãos de comunicação social deturpam as informações", considera Guilherme do Rosário

  • Coque Mukuta

Coque Mukuta na Lunda Norte

Coque Mukuta na Lunda Norte

As mortes aqui acontecem não como são passadas nos órgãos de Comunicação Social” - diz Procurador Municipal do Cuango.

Os órgãos de comunicação social deturpam as informações sobre as mortes das mulheres na província da Lunda Norte, segundo o Procurador Municipal do Cuango Guilherme do Rosário, disse ainda que as senhoras no Cuango morrem tal como morrem mulheres noutras partes do Mundo.


“É preciso compreender que as mortes das senhoras aqui, acontece tal como acontece as mortes das senhoras em qualquer parte do mundo” disse. Acrescendo que “não é tal como propalam os órgãos de comunicação social” acrescentou.

Das mortes das senhoras nas Lundas, continua a disparidade sobre os números exactos de mulheres que foram amputadas órgãos genitais.

Guilherme do Rosário afirma que só a uma mulher terão sido retirados os órgãos genitais, e desafia a população em apresentar familiares de vítimas a quem terão sido amputados órgãos genitais.

“Querem dar entender que há mortes desta natureza, mas não há populares que vem nos apresentar famílias a dizerem que perderam um parente e foi arrancado órgão genitais” disse.

O Procurador diz ainda que dentre outras razões o ciúme entre pares leva à morte de varias senhoras e sita exemplos.

“Só temos um caso deste género”. O representante do Ministério Publico disse ainda que o nível cultural das populações influencia negativamente para a crença no lucro fácil.

“O nível cultural também influencia muito para este comportamento” disse.

Da Terra diamantífera de Angola para a Voz da América, Coque Mukuta

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG