Links de Acesso

Organizações exigem respostas urgentes à morte de 39 polícias na RDC


Combates não acabam na República Democrática do Congo

União Europeia, a União Africana, as Nações Unidas e a Organização Internacional da Francofonia condenam ataque

A União Europeia, a União Africana, as Nações Unidas e a Organização Internacional da Francofonia manifestaram em comunicado divulgado nesta terça-feira, 28, a sua "profunda preocupação" com a situação no Kasai, região no centro da República Democrática do Congo, onde terão sido mortos 39 polícias.

Aquelas organizações condenam "este acto ignóbil e expressam as suas condolências às famílias das vítimas", ao mesmo tempo que exigem uma "resposta urgente dos líderes políticos do país" para conter a violência.

O comunicado exorta também "as forças de defesa e segurança a darem mostras de contenção nos esforços para restaurar a ordem no Kasai".

Na segunda-feira, 27, um porta-voz da polícia da República Democrática do Congo revelou que as vítimas foram mortas numa emboscada e enterradas numa vala comum, por apoiantes de Kamwina Nsapu, antigo líder da milícia com o mesmo nome.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG