Links de Acesso

Oposição são-tomense pede investigação ao primeiro-ministro

  • Óscar Medeiros

Patrice Trovoada

Patrice Trovoada

MLSTP-PSD quer que investiga furto de divisas na residência de Patrice Trovoada.

Em São Tomé e Príncipe, o MLSTP-PSD, o maior partido da oposição, introduziu esta quinta-feira, 13, uma queixa na Procuradoria-Geral da República a pedir a abertura de uma investigação sobre um alegado furto de divisas na residência do primeiro-ministro Patrice Trovoada, por um elemento da sua segurança.

O secretário-geral do principal partido da oposição, Fernando Maquengo diz que o valor é elevado e suspeita de branqueamento de capital.

Foi a resposta do MLSTP-PSD ao comunicado da comissão política da ADI.

Em nota de imprensa distribuída esta quarta-feira, 12, o partido no poder aconselhou o MLSTP-PSD e o seu líder Jorge Amado a reverem os seus manuais de actuação, de ética e postura política.

A ADI acusou aquele partido na oposição e o seu líder de lançarem boatos e acusações sem fundamento contra o Governo e o primeiro-ministro Patrice Trovoada.

Menos de 24 horas depois o maior partido da oposição são-tomense reagiu com a introdução de uma queixa na Procuradoria-Geral da Republica, na qual pede a abertura de um inquérito sobre um alegado furto de divisas na residência do primeiro-ministro Patrice Trovoada, por um elemento da sua segurança.

O MLSTP-PSD diz que o montante alegadamente retirado da residência do chefe do Governo é elevado e suspeita de branqueamento de capital.

Na sequência da queixa apresentada pelo MLSTP-PSD, a ADI, o partido liderado por Patrice Trovoada, agendou para esta tarde uma conferência de imprensa.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG