Links de Acesso

Oposição angolana mantém-se em sillêncio no Parlamento

  • Redacção VOA

Assembleia Nacional

Assembleia Nacional

Unita, PRS, FNLA e Casa-CE protestam contra não transmissão das sessões da Assembleia Nacional.

A oposição parlamentar angolana negou-se a participar nesta quarta-feira, 22, nos debates sobre os diferentes projectos de lei propostos pelo Governo em sinais de protesto contra a não transmissão dos debates pela comunicação social pública. Em ocasiões anteriores o protesto era feito através do abandono da sala, mas desta vez os deputados da oposição mantiveram-se nela, sem emitir qualquer opinião sobre os assuntos em pauta.

Mihaela Weba, da Unita, justificou a nova postura da oposição com o argumento de que não faz qualquer sentido que se discutam problemas que não podem ser ouvidos e acompanhados pelo público eleitor.

O líder da FNLA, Lucas Ngonda, afirmou que a proibição da transmissão das sessões defendida pelo MPLA sugere que o Parlamento está subalternizado.

Por seu turno, o líder da bancada parlamentar do PRS, Benedito Daniel, disse que a pressão sobre o MPLA e o seu Governo sobre a matéria será mantida em todas as sessão ”casa das leis angolana”.

Numa acção combinada os deputados da Casa-CE mantiveram a mesma postura durante as discussões.

Para o MPLA, na voz do seu chefe da equipa na Assembleia Nacional, a atitude dos deputados da oposição revela que os seus partidos não estão preparados para governar e sugeriu que os debates não podem ser transmitidos em horário de trabalho.

A sessão parlamentar prosseguiu esta tarde altura em que estava prevista a aprovação de várias propostas, com destaque para a lei sobre o investimento privado e a lei sobre a electricidade.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG