Links de Acesso

Oposição fomenta greve, diz governador da Lunda Norte

  • Coque Mukuta

À espera das aulas. Estudantes na Lunda Norte (Foto Coque Mukuta)

À espera das aulas. Estudantes na Lunda Norte (Foto Coque Mukuta)

Ernesto Muangala diz que algumas exigências do sindicato "não são da sua competência"

O Governador da Lunda Norte, Ernesto Muangala, acusou os principais partidos da oposição de estarem por detrás da greve dos professores que dura há quase dois meses.




“Algumas forças ocultas querem tirar dividendo desta situação ao invés de prepararem com mais antecedência as eleições de 2017” disse.

Interrogado sobre a identidade dessas forças Ernesto Muangala disse tratar-se da UNITA, CASA CE e PRS (Partido da Renovação Social).

“Não é normal que tivemos recentemente uma visita do presidente da UNITA senhor Samakuva e agora o seu secretariado local comunicou-nos por escrito que volta novamente para esta localidade” acrescentou.

O governador disse ainda que o sindicato tinha apresentado reivindicações que não fazem parte da sua competência, tal como a nomeação de director de escolas e exoneração de dirigentes na área da educação.

Muangala disse que a delegação da educação naquela província conseguiu aprovar o pagamento dos subsídios que os professores dizem não receberem m desde 2011, e o acerto de categorias estão entre as reclamações dos professores que decretaram greve para toda Província da Lunda Norte.

A greve continuava Segunda-feira apesar das ameaças de despedimento feitas pelas autoridades contra os grevistas
XS
SM
MD
LG