Links de Acesso

Oposição critica remodelação governamental em Cabo Verde

  • Eugénio Teixeira

Os novos membros do Governo anunciados pelo primeiro-ministro José Maria Neves devem tomar posse a 22 de Setembro.

O primeiro-ministro cabo-verdiano José Maria Neves procedeu a uma remodelação do seu Governo a menos de dois anos do fim da actual legislatura.

Na remodelação anunciada esta quinta-feira, 18, Jorge Tolentino transfere-se da Defesa para as Relações Exteriores em substituição deJorge Borges, Leonesa Fortes sai da presidência do Instituto Nacional da Presidência Social para ocupar-se do Ministério do Turismo e Desenvolvimento Empresarial tutelando ainda Indústria e Energia, ministério antes dirigido por Humberto Brito.

No ajuste governamental anunciado por José Maria Neves, destacam-se também as entradas de Demis Lobo, que deixa a presidência da Comissão Politica do PAICV no Sal para assumir a Presidência do Conselho de Ministros tutelando a Comunicação Social, e de Esana Carvalho, como secretária de Estado Adjunta das Finanças. Realce-se também o regresso de Maria Jesus Mascarenhas, que deixa o cargo de Embaixadora em Bruxelas para ser secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros.

O actual ministro dos Assuntos Parlamentares Rui Semedo passa também a tutelar a Defesa Nacional. Saiem do Governo Jorge Borges, Humberto Brito e Adalberto Vieira, que desempenhava funções de Secretario de estado dos Recursos Marinho.

Para o presidente do MPD Ulisses Correia e Silva, essas mexidas não trazem novidades, tratando-se apenas de ajuste, pensando nas eleições e não para resolver os principais problemas do país.

Também o analista politico Daniel Medina considera que a remodelação anunciada por José Maria Neves parece mais uma cosmética e não traz nada de novo.

Os novos membros do Governo anunciados esta quinta-feira pelo primeiro-ministro, José Maria Neves devem tomar posse na próxima segunda-feira, dia 22 do corrente.

XS
SM
MD
LG