Links de Acesso

Oposição angolana protesta contra decisão de presidente em exercício do Parlamento

  • Redacção VOA

Joana Lina negou salas para jornadas parlamentares da oposição

Partidos políticos da oposição angolana apresentam um protesto formal à direcção da Assembleia Nacional contra a alegada interdição do uso das salas do edifício ditada pela Presidente em exercício, Joana Lina.

Lina é acusada de ter rejeitado um pedido dos grupos parlamentar da Unita, Casa-CE, PRS e FNLA que pretendiam usar uma das salas do edifíciopara as suas primeiras jornadas parlamentares conjuntas marcadas para a próxima semana.

Joana Lina terá alegado que não podia permitir que os grupos parlamentares da oposição usem as salas por se tratar de uma actividade político-partidária, justificação que os partidos visados consideram “ uma aberração”.

Em alternativa, os organizadores das jornadas foram forçados a alugar um espaço num dos hotéis da capital para a realização do evento.

O chefe adjunto da bancada parlamentar da Unita Adalberto Júnior disse que o grupo vai apresentar uma protesto formal à Assembleia Nacional, dominada pelo partido governamental, por considerar que a proibição resulta do desconhecimento do regimento interno doParlamento .

Não foi possível ouvir a versão da Assembleia Nacional sobre o incidente.

Académicos, políticos e o conhecido Arcebispo Emérito do HuamboDom Francisco Viti estão entre os convidados bem como líderes de partidos políticos da oposição com ou sem assento parlamentar que deverão endereçar mensagens aos organizadores e participantes.

XS
SM
MD
LG