Links de Acesso

Oposição e governo trocam acusações sobre crimes em Angola

  • Manuel José

UNITA, CASA e PRS acusam governo de cometer crimes e MPLA acusa a oposição de demagogia

O parlamento vai iniciar o debate sobre a criminalidade na sexta-feira mas mesmo antes das discussões a oposição acusou as autoridades de serem elas próprias culpadas de cometerem crimes enquanto o MPLA acusou a oposição de demagogia.


O parlamento vai iniciar o debate sobre a criminalidade nesta sexta-feira, 21, mas mesmo antes das discussões a oposição acusou as autoridades de serem elas próprias culpadas de cometerem crimes enquanto o MPLA acusou a oposição de demagogia.

Eduardo Kuangana

Eduardo Kuangana

O deputado do PRS Eduardo Kuangana considera que em Angola a cada dia que passa há menos segurança, para os cidadãos e as famílias porque segundo o parlamentar a própria policia que devia defender os cidadãos é quem os mata.

"Há mortes de cidadãos abatidos por aqueles que deviam defender as pessoas, afinal quem nos vai defender se a polícia que devia fazer isso é que nos mata," perguntou.

Raúl Danda

Raúl Danda

Por seu turno, o chefe da bancada parlamentar da UNITA, Raul Danda, diz que tem que haver um combate ao crime que envolve destacadas figuras do país.

"A criminalidade não se pode resumir ao ladrão de galinha”, disse, afirmando que os grandes crimes devem ser vistos “com muita seriedade porque ameaçam a segurança do país".

O deputado da UNITA disse que há que tomar medidas contra “pessoas que vendem as nossas irmãs lá fora, que compram raparigas lá fora com nosso dinheiro, pessoas devidamente conhecidas, estou a falar de Bento Kangamba precisamente", acrescentou em referência às acusações das autoridades brasileiras segundo as quais Kangamba esteve envolvido no tráfico de mulheres para prostituição, facto negado pelo general.

A CASA-CE diz estar preparada para debater a criminalidade e promete instar o governo, a pôr cobro à onda de criminalidade que se verifica no país.

"Vamos instar as autoridades competentes no sentido de frenarem estas oportunidades que são dadas aos autores de crimes, uns punidos e outros protegidos", disse o deputado da CASA Alexandre Sebastião André.

João Pinto

João Pinto

O MPLA, pelo parlamentar João Pinto, minimizou a situação e acusou a oposição de exagerar e dramatizar a situação de crime em Angola.

"Em termos de índice de criminalidade entre os 50 países mais criminosos do mundo Angola não faz parte", argumentou.

Em relação à acusação da oposição segundo a qual o MPLA teme os debates parlamentares, Pinto acusou a oposição de demagogia.

"O MPLA não teme nada, em África há poucas instituições políticas com o percurso histórico do MPLA”, disse.

“Quem diz que MPLA tem medo demonstra complexo e jogo político falacioso e demagógico" concluiu Pinto.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG