Links de Acesso

ONU quer ajudar Maputo a ser uma cidade segura para as mulheres

  • VOA Português

Activistas da Associação Coalizão usam a dança para promover a saúde reprodutiva em Moçambique

Activistas da Associação Coalizão usam a dança para promover a saúde reprodutiva em Moçambique

Artes e desporto ajudam a transmitir mensagens contra a violência, diz Farouk Simango da Coalizão.

Duas jovens foram mortas, entre Março e Abril deste ano, em casos de assédio sexual nos espaços públicos, na cidade de Maputo.

As fatalidades, segundo a entidade das Nações Unidas para a Mulher (ONU-Mulher) podem ser um sinal da escalada da violência contra a mulher naquela cidade.

Os casos são indicados num comunicado da ONU–Mulher sobre a realização, no Domingo, 11, da acção “Maputo, cidade segura para todos,” na praia da Costo do Sol, que vai misturar educação e entretenimento.

Para a acção de defesa dos direitos da mulher, esta agência das Nações Unidas envolve a Associação Coalizão, cujas actividades incluem a promoção da sáude sexual e reprodutiva dos jovens e adolescentes, e protecção da rapariga.

“Basta de violência nos espaços públicos!”, assim será o lema do evento, que Farouk Simango, Coordenador da Coalizão, acredita que por usar a música e desporto tornará fácil transmitir aos jovens a mensagem de que as raparigas e mulheres devem ser tratadas com dignidade.

O evento marca também o final da campanha 16 dias de Activismo contra a violência de gênero.

XS
SM
MD
LG