Links de Acesso

Ondjaki ganha prémio de literatura em França

  • Redacção VOA

Ondjaki

Ondjaki

Escritor angolano venceu o Prix Littérature-Monde 2016 com a obra "Os transparentes", na categoria literatura não-francesa.

O angolano Ondjaki venceu o Prix Littérature-Monde 2016 com a obra "Os transparentes", na categoria literatura não-francesa.

O prémio é atribuído desde 2014, numa parceria entre a Associação Étonnants Voyageurs, que organiza o festival literário, e a Agence Française de Développement.

Ndalu de Almeida, mais conhecido por Ondjaki, receberá o prémio, no valor pecuniário de 3.000, no próximo sábado, 14, em Saint-Malo, no nordeste de França, na abertura do 27.º Festival Etonnants Voyageurs.

A organização revelou também nesta segunda-feira, 9, que o escritor haitiano Makenzy Orcel foi o vencedor na categoria de iteratura francesa,

O júri foi composto pelos escritores Paule Constant, Ananda Devi, Nancy Huston, Dany Laferrière, Michel Le Bris, Atiq Rahimi, Jean Rouaud et Boualem Sansal.

O escritor

Ondjaki, nasceu em Luanda, em 1977 e a sua trajectória artística passou também pelo teatro e pela pintura.

Após realizar os seus primeiros estudos na sua terra natal, obteve a licenciatura em Sociologia em Lisboa.

Em 2000, conquistou a segunda posição no concurso literário angolano António Jacinto e lançou o seu primeiro volume poético, "Actu Sanguíneu".

Ondjaki obteve o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco 2007, por sua obra "Os da Minha Rua".

Na Etiópia ele foi reconhecido com o prémio Grinzane for best african writer 2008.

Os seus livros têm sido traduzidos na França, Inglaterra, Alemanha, Itália, Espanha e China.

Já ganhou vários prémios.

Ndalu de Almeida também é cineasta.

Autor de guiões cinematográficos, co-dirigiu, em 2006, ao lado de Kiluanje Liberdade, um documentário que aborda sua cidade natal, "Oxalá cresçam pitangas - histórias da Luanda".

XS
SM
MD
LG