Links de Acesso

Cartada final de Barack Obama quinta-feira à noite na Convenção


Presidente Barack Obama na companhia do presidente Bill Clinton, no penúltimo dia da Convenção Democrata

Presidente Barack Obama na companhia do presidente Bill Clinton, no penúltimo dia da Convenção Democrata

O presidente americano vai fazer o seu discurso de recandidatura que terá como alvo os eleitores indecisos num contexto de persistente crise económica

Há quatro anos, Barack Obama foi eleito o 44º presidente dos Estados Unidos da América.

O Partido Democrático nomeou-o durante uma convenção altamente disputada e que tinha concentrado as atenções no desencantamento público com uma economia em crise. Os créditos políticos de Obama foram galvanizados com o seu slogan de campanha, “Podemos acreditar na mudança”...

O presidente Obama está na Casa Branca há quase 4 anos. A economia melhorou mas tão tanto quanto se esperado. Alguns especialistas em política dizem que Obama tem aprendido a grande diferença entre fazer campanha e a política.
Jennifer Lawless dirige o Instituto da Mulher e Política na Universidade Americana.

Muitas das promessas que ele fez foram contigentes da ideia que poderia haver um especie de esforço bipartido em Washington. E logo a seguir a eleição de John Boehner como presidente da Camara dos Representantes, tornou-se claro que um certo numero de objectivos dos Republicanos, era fazer de tudo para que esse compromisso bipartido não fosse possível.

Um dos exemplos desse impasse foi o famoso Dream Act. Uma proposta de lei que deveria permitir a atribuição de cidadania americana aos imigrantes que entraram nos Estados Unidos ilegalmente quando ainda eram crianças. A lei foi apoiada pelo presidente, mas nunca conseguiu ser aprovada no Congresso.
Em Junho o presidente Obama anunciou que o governo federal irá temporariamente parar com deportações de imigrantes que tinham requerido cidadania com base no Dream Act.

Enquanto isso a sua administração deportou mais imigrantes que qualquer um outro presidente na história do país. O presidente mantem a sua promessa de campanha de reformar os sistema nacional de saúde, cuja lei acabou por ser endossada pelo Tribunal Supremo. Obama pressionou e o Congresso aprovou um pacote de estimulos de 787 mil milhões de dólares seguido de um emprestimo as industriais automóveis General Motors e Crysler.

Sob a sua presidencia, foi localizado no Paquistão Osama Bin Laden o responsável o mentor dos ataques terrorista do 11 de Setembro, entretanto morto numa surpreendente operação militar americana. Obama retirou as forças de combate no Iraque, e aumentou o numero de tropas no Afeganistão assim como assinnou um novo tratado de controlo de armas com a Rússia.

Barack Obama é o primeiro presidente afro-americano eleito na história dos Estados Unidos, e é também o primeiro dos 44 presidentes a apoiar a legalização de casamento homossexual. Em termos da opinião pública, os indicadores mostram que Obama continua a ser o candidato mais preferido dos americanos, mas os eleitores dão mais crédito ao seu adversário Mitt Romney como capaz de dirigir a economia.
XS
SM
MD
LG