Links de Acesso

Obama prepara nomeação de novo juiz do Supremo Tribunal

  • Redacção VOA

Antonin Scalia

Antonin Scalia

Republicanos ameçam bloquear nomeação de novo juíz pelo Presidente.

O Presidente dos Estados Unidos não vai apressar na escolha de um novo integrante Supremo Tribunal para substituir o juiz Antonin Scalia falecido no sábado.

Barack Obama anunciou que vai esperar o Senado voltar aos trabalhos para nomear o seu indicado.

"Dado que o Senado está de férias, não esperamos que o Presidente apresse isso durante esta semana, mas, em vez disso, irá fazê-lo em tempo adequado, logo que o Senado regressar aos trabalhos", disse o porta-voz da Casa Branca.

Eric Schultz continuou dizendo esperar que, a partir daí, "o Senado considere o indicado, de acordo com as suas responsabilidades estabelecidas na Constituição dos Estados Unidos".

O Senado volta aos trabalhos a 22 de Fevereiro.

Barack Obama

Barack Obama

Nas duas últimas indicações para o Supremo Tribunal, Elena Kagan e Sonia Sotomayor, o Presidente levou cerca de 30 dias para anunciar a sua escolha depois que seus antecessores, John Paul Stevens e David Souter, anunciaram a reforma.

Batalha política

Com a morte do ultra-conservador juíz Antonin Scalia, a disputa eleitoral americana ganha um novo elemento, desde já alimentado pelos republicanos.

O líder do Partido Republicano no Senado, Mitch McConnell, afirmou que nenhum juíz indicado por Obama será aprovado e que a vaga só deverá ser preenchida pelo novo Pesidente.

Os pré-candidatos Ted Cruz, Marco Rubio, Ben Carson e Donald Trump também afirmaram, de diversos modos, que o assento de Scalia deveria ficar vago até 2017.

Obama já disse que cumprirá a sua obrigação constitucional e fará a indicação, mesmo sabendo do risco de ela ser recusada pela maioria de 54 votos que os republicanos mantêm no Senado.

As eleições transformaram-se, portanto, numa batalha pelo controlo Supremo Tribunal.

Pela primeira vez em décadas, há uma possibilidade de haver uma maioria de juízes liberais no órgão máximo da justiça americana.

Analistas dizem que mesmo que Obama não consiga nomear o novo juiz, caso a democrata Hillary Clinton ganhar as eleições poderá fazê-lo.

Do lado republicano, há análises diferentes.

Enquanto alguns observadores acreditam que o tema pode unir os republicanos, nomeadamente os mais conservadores, outros, como John Cassidy, consideram que “o candidato democrata poderá pedir apoio para impedir os republicanos de humilhar o presidente Obama e de fazer troça da democracia”.

XS
SM
MD
LG