Links de Acesso

Obama: "Plano para a Síria deve incluir mecanismo de verificação"

  • Redacção VOA

Barack Obama rejeitou a afirmação do presidente russo de que foram os rebeldes sírios os responsáveis pelo ataque com armas químicas.

O presidente americano, Barack Obama, rejeitou a afirmação do presidente russo, Vladimir Putin, de que foram os rebeldes sírios os responsáveis pelo ataque com armas químicas em Agosto passado.

Acolheu contudo com agrado o envolvimento do presidente russo na resolução da crise.
Numa entrevista a uma rede de televisão americana, o presidente Obama acrescentou que qualquer acordo deve incluir um mecanismo de verificação que garante que a Síria está a acabar com todo o seu arsenal de armas químicas.

Entretanto o secretário de estado americano, John Kerry, afirmou que a ameaça de força por parte dos Estados Unidos é real se Damasco não cumprir na íntegra com os termos de um acordo.

Kerry fez tais declarações em Jerusalém onde debateu o plano russo-americano para recolher as armas químicas sírias até meados do ano que vem.

O plano, anunciado no sábado em Genebra prevê que o governo do presidente Bashar al Assad forneça uma lista detalhada de todo aquele tipo de armamento no prazo de uma semana.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG