Links de Acesso

Obama encontra-se hoje com 500 jovens líderes africanos


Jovens esperam por Obama.

Jovens esperam por Obama.

Duas dezenas de líderes de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe participam no evento em Washington.

O Presidente americano, Barack Obama, discursa na manhã desta segunda-feira, 3, perante cerca de 500 jovens líderes africanos que participam no programa Mandela Washington Fellowship.

Ângela Sá e Eldline Chilembo, participantes de Angola no Yali 2015

Ângela Sá e Eldline Chilembo, participantes de Angola no Yali 2015

Entre os participantes estão sete jovens líderes de Angola, seis de Moçambique, quatro de Cabo Verde, três da Guiné-Bissau e dois de São Tomé e Príncipe.

Durante a sua estada nos Estados Unidos, os 500 jovens africanos vão encontrar-se também com altos responsáveis norte-americanos, empresários e representantes da sociedade civil.

Graça Sanches e Joel Almeida, participantes de Cabo Verde no Yali 2015

Graça Sanches e Joel Almeida, participantes de Cabo Verde no Yali 2015

O programa, lançado por Obama há dois anos inicialmente com a designação de Yali (Iniciativa para jovens líderes africanos, na sigla em inglês) é integrado por seis semanas de estudos universitários e formação sobre liderança em 20 estabelecimentos de ensino superior nos Estados Unidos.

Irina Vegas, participante de São Tomé e Príncipe no Yali 2015

Irina Vegas, participante de São Tomé e Príncipe no Yali 2015

Com idades compreendidas entre os 25 e os 35 anos e com capacidades comprovadas de liderança em organismos privados, públicos ou cívicos, os participantes representam, segundo o Governo americano, a extraordinária promessa de uma geração emergente de empresários, líderes comunitários e funcionários, lê-se em documentos do programa.

XS
SM
MD
LG