Links de Acesso

Acordo à vista para evitar "precipício fiscal", afirmou Barack Obama.

  • Redacção VOA

Presidente Barack Obama

Presidente Barack Obama

Numa intervenção produzida poucas horas antes da hora limite, o presidente afirmou "existirem ainda assuntos por resolver", mas que esperava que o Congresso o venha a obter

Um acordo para evitar o precipicio fiscal de aumento de impostos e cortes nas despesas "está à vista" - mas ainda não foi alcançado, afirmou o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

O presidente afirmou perante um grupo de contribuintes ser inviavel a obtenção de um acordo global sobre impostos e despesas.

Os Democratas ofereceram alargar a redução de impostos a casais que auferiram até 450 mil dolares, mas as divisões prosseguem em como resolver as despesas.

A não obtençao de um acordo até 1 de Janeiro pode empurrar os Estados Unidos para uma recessão economica.

Numa intervençao produzida poucas horas antes da hora limite, o presidente afirmou "existirem ainda assuntos por resolver", mas que esperava que o Congresso o venha a obter.

Qualquer acordo necessita a aprovaçao da centena de membrios do Senado, que é controlado pelos Democratas, antes de seguir para a Camara dos Representantes, onde os Republicanos detem a maioria.
XS
SM
MD
LG