Links de Acesso

Obama classifica ataque de Dallas cruel e desprezível

  • Redacção VOA

Presidente americano diz não haver justificação pela morte de cinco policias.

O presidente americano afirmou na manhã desta sexta-feira, 8, que o ataque que deixou cinco policiais mortos e outros seis feridos em Dallas, emTexas, na noite de quinta-feira, foi “cruel e desprezível”.

"Ainda não conhecemos todos os factos. O que sabemos é que aconteceu um ataque cruel, calculado e desprezível contra as forças de segurança. Estamos horrorizados com as mortes em Dallas. Não há justificação para os ataques", declarou Barack Obama em Varsóvia, na Polónia, onde chegou nesta manhã para a cimeira da Nato.

O presidente informou que o FBI participa das investigações.

O ataque

Em Dallas, o chefe de polícia local, David Brown, disse que três suspeitos foram detidos, entre eles uma mulher.

A polícia chegou a divulgar a foto de um homem com uma camisa camuflada e uma arma nas mãos, mas ao saber que era procurado procurou a polícia que, depois, reconheceu ter-se enganado, segundo o jornal “The Washington Post”.

Um quarto suspeito foi morto pela polícia após ficar cercado num estacionamento de carros.

Em princípio, ele gritou que espalhou bombas na cidade, o que aumentou ainda mais a tensão.

O aeroporto de Dallas entrou em estado de alerta e muitos voos foram desviados.

O tiroteio aconteceu durante protestos em Dallas, assim como em várias cidades do país, após a morte de dois homens negros por policias brancos, em Minnesota e na Luisiana.

XS
SM
MD
LG