Links de Acesso

O mundo deve agir sobre atrocidades na Síria e no Iraque - Ban Ki-moon


Ban Ki-moon

Ban Ki-moon

O Estado Islâmico apoderou-se de partes da Síria e do Iraque numa campanha armada e sangrenta que leva a cabo há meses.

<p>Horas depois de ser confirmada a segunda série de ataques Americanos contra militantes na Síria, o secretário-geral das Nações Unidas apelou aos lideres mundiais reunidos em Nova Iorque para terem uma &ldquo;discussão franca&rdquo; sobre as causas do extremismo na região.</p> <p>No seu discurso de abertura de mais uma sessão da Assembleia-Geral, Ban Ki-moon reiterou a necessidade de uma resposta internacional imediata a grupos como o Estado islâmico.</p> <p>&ldquo;Precisamos de uma acção decisiva para pôr cobro a crimes atrozes &ndash; disse Ban acrescentando &ndash; e discussões honestas sobre o que, em primeiro lugar, criou a ameaça.&rdquo;</p> <p>O líder da ONU disse que o Iraque e a Síria testemunham diariamente &ldquo;uma nova e profunda dimensão de barbárie&rdquo; que está a provocar &ldquo;efeitos colaterais devastadores por toda a região.&rdquo;</p> <p>O Estado Islâmico apoderou-se de partes da Síria e do Iraque numa campanha armada e sangrenta que leva a cabo há meses.</p> <p>Washington e cinco estados árabes aliados iniciaram a campanha aérea na Síria, na terça-feira, com 20 ataques contra alvos dos extremistas islâmicos.</p> <p>No seu discurso perante a mesma Assembleia o Presidente Americano Barack Obama tem como ponto principal os esforços de construção duma coligação internacional para confrontar e derrotar a organização Estado Islâmico. Esta tarde Obama participa numa reunião do Conselho de Segurança que deverá adoptar uma resolução sobre o fluxo de combatentes estrangeiros que se juntam aos grupos terroristas.</p> <p>&nbsp;</p>

XS
SM
MD
LG