Links de Acesso

O MPD apresenta-se como alternativa ao governo do PAICV

  • Eugénio Teixeira

O MPD apresenta-se como alternativa ao governo do PAICV

O MPD apresenta-se como alternativa ao governo do PAICV

O maior partido da oposição apresenta-se com o slogan "Mesti Muda" “Precisa Mudar”, por entender, que o partido no poder falhou na condução do país em todos os sectores.

25 Jan 2011 - O Movimento para a Democracia – MPD - entra na corrida eleitoral em todos os círculos, 10 do no país e três no estrangeiro. O maior partido da oposição apresenta-se com o slogan "Mesti Muda" “Precisa Mudar”, por entender, que o partido do governo falhou na condução do país em todos os sectores.
Por isso, o presidente do MPD, Carlos Veiga, que já foi primeiro-ministro durante 10 anos, na década de 90, promete novo rumo para o desenvolvimento do país. Considera que o seu partido está preparado para governar e resolver os problemas das populações.
Na educação, o MPD promete fazer reforma visando alargar o ensino obrigatório e gratuito de 12 anos para que os alunos aprendam pelo menos quatro línguas, ciências e matemática. Dessa forma, ressalta Carlos Veiga, os jovens sairiam melhor preparados para ingressar vida profissional, ou então no ensino superior.
O presidente do MPD diz que o seu partido, caso seja governo, irá aumentar investimentos na educação. É preciso apostar na qualificação e motivação dos professores, pois só assim avança.Os mesmos poderão contribuir para que se tenha um ensino de qualidade. Ainda relativamente à educação, o líder do Movimento para a Democracia fala na criação de um fundo de garantia do Estado ajudar que os jovens tenham acesso ao ensino, bem como a atribuição de 50 bolsas de mérito para os estudantes se formarem nas melhores universidades.
Na área da saúde, segundo Carlos Veiga, o MPD promoverá a universalidade de acesso aos cuidados de saúde para servir todos os cidadãos. A promoção do sistema misto público/privado, tanto em termos de iniciativa e de investimentos, de forma a evitar certas evacuações para o estrangeiro por falta de meios de diagnostico, consta também no programa do "partido ventoinha" para o sector da saúde. O MPD propõe, igualmente, a instalação de um parque científico e tecnológico na cidade da Praia.
Tal como os outros partidos concorrentes às eleições legislativas de 6 de Fevereiro, o Movimento para a Democracia defende a regionalização do país, a fim de dar mais autonomia administrativa e financeira as ilhas do arquipélago, que são nove habitadas.
No se refere ao sector energético, que, na óptica de Carlos Veiga, o actual governo falhou, o MPD promete investir para o reforço da produção e distribuição de energia eléctrica. O recurso as novas tecnologias será também uma aposta nessa área.
O Movimento para a Democracia está na estrada a tentar convencer o eleitorado a votar no seu projecto que, segundo Carlos Veiga, é o melhor para o país.

XS
SM
MD
LG