Links de Acesso

Nzita Tiago será enterrado em Paris

  • Manuel José

Nzita Henriques Tiago

Nzita Henriques Tiago

"Não há condições para ele ser enterrado em Cabinda", diz Benchior Tati.

O líder histórico da FLEC/FAC Nzita Henriques Tiago será enterrado em França, onde viveu exilado nos últimos 30 anos, e não em Cabinda, devido ao desfavorável ambiente político e pacífico na província e no país.

“Não há condições para ele ser enterrado em Cabinda”, disse Belchor Tati, secretário-geral da Frente Consensual de Cabinda, que revelou à VOA estar a preparar uma delegação que vai a Paris participar nas exéquias fúnebres de Nzita Tiago

Tati exortou ainda os actores políticos e militares da resistência a manterem-se firmes e não aproveitarem-se da morte de Nzita Tiago para criarem distúrbios.

Entretanto, movimentos juvenis em Cabinda vão pedir ao Governo uma autorização para a realização de uma fogueira em memória do líder histórico.

Nzita Tiago morreu em Paris na sexta-feira, 3.

Natural de Mboma Lubinda, Cabinda, Nzita Tiago, nasceu a 14 Julho de 1927 e participou em 1963 na criação da FLEC em Ponta Negra, República do Congo, após um longo período de actividade política no antigo Zaire juntamente com o nacionalista Patrice Lumumba.

Na véspera da independência de Angola, e ao saber que Cabinda não entraria no quadro da descolonização portuguesa, Nzita Tiago iniciou uma guerra contra as forças angolanas na actual província angolana.

Figura carismática da resistência cabindesa, Nzita Tiago tornou-se numa personagem incontornável em qualquer processo sobre o destino político de Cabinda.

XS
SM
MD
LG