Links de Acesso

Nyusi pede ao exército que combata as acções militares da Renamo

  • Redacção VOA

Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique

Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique

PR discursa no dia que marca o início da luta pela independência nacional.

O Presidente moçambicano instou as Forças Armadas a combaterem as ameças do braço armado da Renamo que ele considerou “uma ameaça à soberania”.

Ao discursar, neste domingo, 25, em Maputo, na cerimónia que assinalou o 52o. aniversário do início da luta armada, Filipe Nyusi pediu ao exército que reforce as suas capacidades técnicas de modo a servir da melhor forma o país este momento.

Para Nyusi, os riscos e ameaças à integridade territorial do país, “são cada vez mais complexos e difíceis e exigem uma atenção redobrada das Forças de Defesa e Segurança.

"Exortamos as FADM a continuarem firmes na defesa do Estado e da soberania, engajando-se na luta contra todas as formas de dominação e contra as acções armadas contra o nosso povo", defendeu o Presidente que ainda pediu aos militares repeito “pelos valores da cidadania, patriotismo e sentido de pertença a esta nação”.

O 25 de Setembro é considerado o dia das Formas Armadas e Defesas de Moçambique, por ter sido num dia como hoje em 1964, que teve início a luta pela independência nacional, contra o exército português.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG