Links de Acesso

Nyusi na África do Sul com agenda cheia

  • Simião Pongoane

Moçambicanos que vivem na África do Sul querem resposta aos seus problemas.

O presidente Filipe Nyusi de Moçambique realiza uma visita de Estado à África do Sul, a primeira desde que assumiu o poder em Janeiro.

A visita é uma retribuição daquela realizada por Jacob Zuma a Moçambique em Maio , na qual os dois dirigentes reactivaram a comissão bi-nacional que estava moribunda há mais de cinco anos.

Durante o período de hibernação, as relações entre os dois países registaram altos e baixos, com destaque para a xenofobia registada em Janeiro, Marco e Abril deste ano.

Zuma foi a Maputo pedir desculpas pela morte de moçambicanos e convidou Nyusi a visitar África do Sul, um dos cinco maiores parceiros económicos de Moçambique.

Aliás, Moçambique depende largamente da África do Sul, segundo lembra Letícia Klemens, da Confederação das Associações Económicas de Moçambique.

Filipe Nyusi está acompanhado de mais cinco ministros, com destaque para os do Trabalho e Interior, duas áreas que lidam com o emprego de cerca de 45 mil trabalhadores nas minas e nas plantações agrícolas e o processo de migração.

Milhares de moçambicanos vivem ilegalmente na África do Sul.

Eles exigema extensão de vistos de visita dos actuais 30 dias para três meses, mas também querem a revisão em baixa dos preços dos transportes aéreos dominados pelas empresas estatais dos dois países.

Estes assuntos vão ser tratatos no encontro que a comunidade moçambicana na África do Sul mantém com Nyusi nesta sexta-feira em Pretória.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG