Links de Acesso

Nyusi e Dhlakama poderão encontrar-se, diz mediador

  • Redacção VOA

Filipe Nyusi, Frelimo e Afonso Dhlakama, Renamo. Moçambique

Filipe Nyusi, Frelimo e Afonso Dhlakama, Renamo. Moçambique

Bispo Diniz Sengulane diz que ambos os lados "acham que o diálogo deve acontcer em breve". Guardas de Dhlakma foram lilbertados. Situação normalizada na Beira

O presidente moçambicano Filipe Nyusi poderá encontrar-se em breve com o líder da oposição Afonso Dhlakama, disse o Bispo anglicano Dinis Sengulane com outros tem estado a tentar mediar o crescente conflito entre o governo e o maior partido da oposição, Renamo.

O grupo de mediadores acompanharam Quinta-feira Afonso Dhlakama no seu regresso á Beira do local de onde se tinha refugiado após um alegado ataque à sua comitiva no centro de Moçambique.

Na Sexta-feira a polícia moçambicana cercou a casa do líder da Renamo na cidade da Beira e deteve guardas pessoais de Dhlakama numa operação que amedrentou os residentes da zona.

As armas dos guardas de Dhlakama foram entregues às autoridades depois da intervenção dos mediadores.

Oito guardas de Dhlakama que foram detidos na operação foram libertados durante a noite de Sexta-feira e estão agora a guardar de novo a casa de Dhlakama mas sem armas.

Sengulane disse haver vontade e ambos os lados par ao diálogo.

“O sentimento que temos é que ambos os lados acham que o diálogo deve acontecer muito em breve”, disse em nome do grupo de mediadores.

A situação na cidade da Beira regressou à normalidade.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG